segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

UM FELIZ 2010

Desejo a todos os meus amigos, amigas, irmãos e irmãs, e leitores do meu Blog, eu desejo-lhes um ano de 2010 repletos de felicidades, oportunidade, vitórias e celebrações por tudo que almejam e que virão a conquistar. Pensemos nas coisas boas do ano que termina, conhecemos novas pessoas e perdemos outras, tivemos vitórias e derrotas, ganhamos e perdemos alguns bens, tivemos tristezas e tivemos felicidades, pessoas nasceram e outras morreram, houve festas e desastres. Para tudo existe o bom e o ruim, devemos lembrar que nem tudo que é ruim é para sempre, tão pouco o que é bom é perpétuo. O que é inoportuno para uns pode servir de oportunidade para outros. mas a vida é um circulo temporal contínuo. Aproveitemos todos à vida, curta-a cada momento, diga para quem você ama o quanto ele ou ela é importante para você, sabemos que a vida é como uma gangorra, hora estamos em cima e hora estamos em baixo, aprendamos com as fases baixas e aproveite as fases altas, mas não deixemos de viver, de vivenciar, de aprender, de repassar, de participar, e de partilhar. Por tudo o que aconteceu no ano 2009 e o que nos acontecerá em 2010, se há uma recordação para se reviver, então revivamos. O único momento é o que vivemos agora, devemos nele relembrar do passado, viver o presente e planejar o futuro.

“As pessoas podem fazer seus planos, porem é o Senhor Deus que quem dar a última palavra”. (Provérbio 16.1)


Um grande abraço a todos.

Rev. Daniel Barbosa, ose

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Manoel Mattos recebe homenagem da Secretaria de Direitos Humanos


CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ SEM SUPERVISÃO Sessão: 358.3.53.O Hora: PE Orador: FERNANDO FERRO Data: 21/12/2009


Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, demais pessoas que conosco participam desta sessão, a convite do Ministro Paulo Vannuchi, da Secretaria Especial dos Direitos Humanos, participamos, juntamente com os ilustres Deputados Pedro Wilson, Janete Rocha Pietá e Luiz Couto, do lançamento do Programa Nacional de Direitos Humanos na sua terceira versão. Para nós, foi uma participação muito emocionante. Participamos de uma sessão carregada de simbologia e emoção pela história dos homenageados. Além da entrega do texto do 3º Programa Nacional de Direitos Humanos, tivemos 16 personalidades homenageadas, destaco, particularmente — como já citado pelo ilustre Deputado Pedro Wilson — a homenagem concedida com o Prêmio Dorothy Stang ao nosso amigo, companheiro, Manoel Matos, representado nessa sessão por sua mãe, dona Nair. Assistimos a essa mobilização com a presença de representantes de todo o País, uma sessão extremamente legitimidade, representativa do coração deste País. Como o texto e a matéria anunciavam, foram homenageados ali representantes de diversos segmentos, como a educadora em direitos humanos Maria Vitória Benevides, pelo trabalho que desenvolve nessa área; a Polícia Rodoviária Federal, que tem realizado no Brasil ações de combate ao trabalho escravo e infantil, à prostituição de crianças e menores de idade, um trabalho extremamente importante na defesa da dignidade humana e o trabalho desenvolvido nas estradas do Brasil; o Padre Ricardo Rezende Figueira, do Pará, pelo enfrentamento e erradicação do trabalho escravo, pela luta em defesa das pessoas com deficiência; a comunidade LGBT, que, por meio de Maria Berenice, foi homenageada pelo trabalho contra o preconceito e a homofobia. Para nós, ficou claro, sob todos os aspectos, pela fala das diversas pessoas, dos representantes da sociedade civil, dos Ministros e do Presidente Lula, o compromisso deste Governo com uma política de valorização e defesa dos direitos humanos, e de combate a todo e qualquer preconceito e atividade que ataque os direitos humanos. Nós sabemos que uma sociedade e um país como o nosso, que vivem momentos extremamente importantes de reconhecimento internacional pelo trabalho que se desenvolve em várias áreas, pela sua resposta no plano econômico, não conseguem imaginar que a democracia e o desenvolvimento aconteçam descolados dos direitos humanos, defendidos pelo nosso companheiro Manoel Mattos, hoje homenageado. Hoje, lutamos para que a memória do companheiro Manoel Mattos seja respeitada, com a transferência de competência do julgamento do crime cometido contra esse companheiro para a Justiça Federal. Não pretendemos, com isso, deslustrar a Justiça ou a Polícia da Paraíba. O fato é que um crime de repercussão internacional como este, com as características que possui, praticado na divisa entre Pernambuco e a Paraíba, contra um defensor dos direitos humanos, de fato precisa ser analisado por outra instância, uma instância imune e não submetida a pressões políticas locais. Sabemos, Deputado Pedro Wilson, o que acontece com os julgamentos de matadores, de instituições criminosas e de grupos do crime organizado que submetem as populações e os júris populares a pressões sem limites. Raramente temos a certeza de que é feito um julgamento sério e isento nos crimes cometidos por esses grupos. Isso porque os cidadãos daquelas comunidades são submetidos a terríveis pressões e ameaças desses criminosos, o que impede um julgamento sereno, tranquilo e justo contra as barbaridades cometidas pelos grupos de extermínio, pelos matadores, pelo crime organizado e pelo narcotráfico que atuam contra essas populações. Por isso é que tem de haver uma investigação da Polícia Federal e uma ação da Justiça Federal frente a essa tipificação de crime. Esta semana aprovamos medida extremamente importante para proteger os Juizes Federais que agora terão o direito de julgar o crime organizado e o narcotráfico por meio de um colegiado de juizes, o que distribui responsabilidades e lhes dáa garantia da Polícia Federal para que possam exercer a justiça. É inaceitável viver num País onde as pessoas são assassinadas, a Justiça e os júris são submetidos a pressões e onde não se exerce a plenitude do julgamento para punir os crimes e violências praticados contra os defensores dos direitos humanos, como foi o caso do nosso amigo Manoel Matos. Por isso aqui estamos, além de sensibilizados com a homenagem do Presidente Lula ao nosso companheiro, para trazer a nossa exigência e o nosso apelo para que a Justiça Federal assuma a condução desse trabalho e faça justiça nas nossas fronteiras de Pernambuco e Paraíba.




Muito obrigado.

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

FELIZ NATAL



DESEJO A TODOS E TODAS UM FELIZ NATAL, E QUE O ANO DE 2010 SEJA REPLETO DE PAZ, SAÚDE E ALEGRIA.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Robôs em exposição na UFPE

cinemática

Alunos e professores de engenharia mecânica da UFPE apresentam nesta segunda, a partir das 16h, robôs construídos com tecnologia cinemática. São três protótipos, que podem ser utilizados para exercer funções relativas à mobilidade humana e telecomunicações. Acima a foto de um deles.
O grupo pretende adaptar os modelos para atender à realidade nordestina. A exposição é gratuita e aberta ao público. E mais: os visitantes poderão dar sugestões para novas funcionalidades dos robôs. Será no hall do Centro de Tecnologia e Geociências (CTG). Mais informações: 2126-8231.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Olinda celebra o Natal com a montagem do maior presépio do Brasil

Mais de 70 bonecos gigantes estarão espalhados pela encosta do morro do Carmo, tendo como fundo a Igreja Carmelita

Por Raphaela de Paula

Foto: Ádria de Souza/Pref.Olinda


A terra dos calungas gigantes ganha um presépio de gigantes. A Prefeitura Municipal de Olinda preparou uma decoração especial para o Sítio Histórico com o maior presépio já montado em todo País, constituído por mais de 70 bonecos gigantes, além de atividades culturais para todo o período natalino, nas principais praças da cidade. A abertura da programação de Natal tem inicio neste domingo (13), às 18h, com o lançamento do presépio assinado pelo artista plástico Fernando Augusto que já está sendo montado na cidade.


Com uma proposta singular, o presépio natalino da cidade Patrimônio da Humanidade é constituído por 75 bonecos gigantes que estarão espalhados pela encosta do morro do Carmo, tendo como fundo a Igreja Carmelita, especialmente iluminada para a ocasião. Os personagens com alturas entre 6m a 2m serão expostos em praticáveis de diferentes níveis e alturas, criando sinuosidades topográficas e gerando um ritmo expositório com mais de 100m de cena aberta.


Para completar o clima natalino, um sistema de som vai funcionar das 10h da manhã a meia noite, com repertório do cancioneiro natalino brasileiro e internacional, além de canções eruditas conhecidas mundialmente, batuques ritualísticos e dobrados de procissões, tudo organizado pela equipe do grupo Mamulengo Só-Riso.


O presépio será acompanhado também de iluminação cênica em todo o conjunto, que ficará exposto até o dia de Reis do próximo ano. A obra é uma criação do artista plástico Fernando Augusto com co-produção do grupo SÓ-RISO.
Fonte:

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

A turma dos transgênicos ataca novamente


O presidente da CTNBio, Walter Colli, será convidado pela Comissão do Meio Ambiente da Câmara dos Deputados para prestar depoimento sobre o fim do monitoramentos dos efeitos dos transgênicos, que será votado amanhã na comissão.

A alteração da resolução Normativa nº 5 de março de 2008 atende às pressões da indústria de biotecnologia e do agronegócio, que não serão mais obrigados a realizar estudos para dos impactos ambientais e para a saúde humana dos transgênicos.


Com a nova regra, 25 produtos transgênicos (plantas, vacinas e enzimas) que já obtiveram liberação comercial serão “anistiados”, além dos 11 pedidos sob análise do colegiado. O pedido de convocação foi apresentado pelo deputado Sarney Filho (PV-MA), assinado por outros nove deputados e aprovado por unanimidade pelos membros do Comissão de Meio Ambiente presentes na reunião de hoje.


Moção de repúdio


Um grupo de quase 50 ONGs encaminhou uma moção de repúdio à CTNBio. Diz o texto:


“É inaceitável que esta Comissão Técnica - cujo mandato suporia o compromisso com a não-exposição humana aos riscos inerentes à tecnologias que envolvem transgênicos – tome uma decisão política, capitule às pressões dos grandes conglomerados da biotecnologia e do agronegócio e abra mão do seu poder de monitorar a disseminação de técnicas que são reconhecidamente objeto de incertezas científicas, além de serem responsáveis pela contaminação de cultivos, dependência econômica dos produtores rurais, redução da biodiversidade e monopolização da produção de alimentos e de sementes por empresas privadas”.
Fonte:http://www.greenblog.org.br/

terça-feira, 8 de dezembro de 2009


O arroz nosso de cada dia, vai virá campo de teste da BAYER, que quer plantar e vender arroz transgênicos no Brasil.

O arroz Liberty Link 62, é um produto resistente ao agrotóxico glufosinato de amônio (fabricado pela própria BAYER), conhecido pelo arroz LL62.

O arroz LL62 nao é plantado e nem vendido em lugar nenhum do mundo. Ele representa uma ameaça a Biodiversidade e a saúde humana. Querem fazer do Brasil um laboratório de Experimentos, querem fazer de nós brasileiro cobaias.
Sai fora BAYER com teu veneno.

Os agricutores que optarem por esta platação estará correndo um grande risco.


Fonte:www.greenpeace.org/brasil/transgenicos


Cobaia eu, tô fora.

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

12 de dezembro - dia de salvar o clima

Caros amigos,

Leva apenas 3 minutos - basta adicionar uma localização no nosso mapa: Clique aqui para cadastrar uma vigília pelo clima.
Chegou a hora de agir. Daqui a poucas semanas os líderes mundiais se reunirão em Copenhague para discutir um novo acordo climático global.
A maior ameaça? Que entre a politicagem e a burocracia, o mundo se esquece o que está em jogo.
Então o plano é o seguinte: durante as negociações, organizar vigílias à luz de velas em cada canto do planeta, dando assim uma face humana à crise climática. Será a maior mobilização climática já vista, um evento que os líderes mundiais e meios de comunicação não poderão perder.
Para começar, basta escolher um bom local para a vigília e cadastrá-lo no nosso mapa. Organizar o evento é mais fácil ainda - basta trazer algumas velas e distribuir mensagens (que serão disponibilizadas por nós) para as pessoas se revezarem na leitura. Demora menos de uma hora para organizar - e os membros da Avaaz na sua área serão convidados a participar.


O clima precisa de nós, vamos reagir à altura.
http://www.avaaz.org/po/real_deal_hosts

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Lei proíbe lixo em área de preservação



RECIFEPublicado em 26.11.2009


A Câmara Municipal de Vereadores aprovou por unanimidade, na tarde de ontem, lei que altera o Código de Meio Ambiente do Recife. Agora, com a modificação, fica proibida a construção de qualquer empreendimento de tratamento, triagem ou destinação de resíduos sólidos em Áreas de Preservação Ambiental (APAs). A mudança na legislação afeta diretamente o projeto do poder municipal de implantar uma unidade de tratamento de lixo na mata do Engenho Uchoa, na Zona Oeste do Recife.
“Sentimos a necessidade de modificar a legislação vigente em função da possibilidade da instalação da empresa na reserva ambiental, que deveria ser devidamente mantida e preservada pelo poder público”, afirmou o presidente da Comissão de Meio-Ambiente, Transporte e Trânsito (CMATT), Daniel Coelho.
A assessoria de imprensa da Prefeitura do Recife comunicou, na noite de ontem, por meio de nota, que não iria se pronunciar sobre o assunto alegando que o processo legislativo ainda não havia sido concluído. “O projeto de lei aprovado pela Câmara de Vereadores não é de conhecimento da prefeitura, já que ainda será encaminhado à administração municipal para análise jurídica, de interesse público e da constitucionalidade.”

» Acesse o Blog Ciência & Meio Ambiente (com link para


Postado por Mov. Mata Engenho Uchôa às 06:42

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Empresas Orientadas a Não Comemorar o Natal

Notícia Internacional
Inglaterra – Empresas Orientadas a Não Comemorar o Natal Um “guia” com diretrizes, elaborado por organismos governamentais e empresariais ingleses, está recomendando que as firmas não deixem de funcionar no Dia de Natal, não promovam confraternizações, nem usem decorações com motivos religiosos, para “não ofender” os funcionários de outras religiões. Na mesma onda de “cristianofobia” que varre a Europa Ocidental, a nova moda “politicamente correta” é enviar cartões apenas desejando “Boas Festas” sem alusões ao aniversariante original: Jesus Cristo, ou a palavra “Natal”, pois a mesma lembra que aquele alguém nasceu. Por outro lado, Igrejas estão contra-atacando com a campanha “Natal começa com Cristo” (Christmas begins with Christ).
Fonte: anglican-mainstream.net

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

20 de novembro dia da Cosnciência Negra


20 de novembro dia da Cosnciência Negra

Perante Deus Somos todos irmãos, Perante a lei somos todos iguais,

Sem distinção de cor, raça ou religião.

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Uma Epopeia Abandonada

Dom Robinson Cavalcanti ([i])

Dividimos a história do protestantismo no Brasil em três períodos: o consenso, o dissenso e o confuso. A Era do Consenso (1855-1960) foi marcada pelas igrejas históricas de missão: congregacionais, presbiterianas, metodistas, batistas e episcopais (anglicanas), únicas no início, hegemônicas depois. Sob restrições de direitos no Império e discriminações e perseguições na República, os pioneiros adentraram o país ao lombo de burro, pregaram o evangelho, distribuíram Bíblias, fundaram igrejas e colégios, iniciando uma saga memorável. Essa epopeia se dá em um consenso evangélico da Reforma, e de movimentos como o puritanismo, o pietismo, os avivamentos e as missões. Movia-se pelo idealismo de uma fé superior, da democracia e do progresso. Une-se no apoio à Escola Bíblica Dominical, e na criação da Confederação Evangélica (1934-1964), quando o espírito do Congresso do Panamá prevalece sobre o Congresso de Edimburgo (1910), afirmando a América Latina como campo missionário. Restrições e dificuldades não impedem o crescimento quantitativo e qualitativo, o treinamento de líderes, a produção de um pensar nacional, a afirmação da ética, quando todos (salvo aspectos secundários) anunciavam a mesma mensagem. A chegada posterior do pentecostalismo não trouxe alterações na hegemonia dos históricos, em virtude do seu, então, isolacionismo. A Igreja Romana ia do regalismo, do ultramontanismo, e do integrismo (triunfalista) ao humanismo integral da Ação Católica. A presença do presidente Kubitschek no centenário do presbiterianismo, em 1959, e o encher do estádio do Maracanã no encerramento do encontro da Aliança Batista Mundial, em 1960, sinalizavam a consolidação do projeto e da presença protestante no Brasil. A Era do Dissenso (1961-1990) viu as igrejas refletirem a Guerra Fria, as divisões entre esquerda e direita, e entre tradicionais, renovados e ecumênicos. A pneumatologia, com o movimento de renovação espiritual, fragmentou as igrejas históricas. O Golpe Militar teve um forte rebatimento no espaço eclesial, aprofundando conflitos, desmobilizando projetos, fomentando a alienação. A Confederação Evangélica -- órgão aglutinador e representativo -- é fechada. O fundamentalismo, antes marginal, cresce. Ao pentecostalismo de línguas se soma o de curas, menos isolacionista. O espírito do Congresso de Lausanne não emplaca. Uma amnésia histórica é promovida, quanto à dimensão social, cultural e política. As ações unificadoras ainda se dão via entidades paraeclesiásticas (ABU, MPC, Vinde, FTL, CBE). Há um lento e doloroso retorno das novas gerações aos espaços públicos: anistia, constituinte, diretas já, campanha presidencial de 1989. O protestantismo amplia a sua presença em termos geográficos e de segmentos sociais. A polêmica sobre a pessoa e a obra do Espírito Santo reflui, com muitos históricos aceitando a contemporaneidade dos dons, e renovados e pentecostais revalorizando a história e a teologia. O pensamento norte-americano mais conservador invadiu nossas livrarias e seminários, atrofiando a reflexão nacional. A presença de líderes mais velhos e de alguns novos, ainda concede uma imagem de seriedade e de dignidade, mas o dissenso vai substituindo o consenso. A Igreja Romana conhecera o Concílio Vaticano II, com um misto de renovação, insegurança e divisões, e ia do aplauso ao Golpe Militar à militância de esquerda com a Teologia da Libertação. A atual Era do Confuso (1991-?) assistiu à rápida expansão das seitas paraprotestantes pseudo(neo)pentecostais, da teologia da prosperidade e da batalha espiritual, do G-12, dos “decretos”, dos “apóstolos” e “bispos”, do “gospel”, do mercado religioso, da falta de ética, e de uma miríade de novidades, redes, métodos e macetes importados e pragmáticos, com o saber moderno substituído pelo sentir pós-moderno, individualista, subjetivista e de resultados, ao lado do sincretismo dos “encostos” e dos “descarregos”. Depois de um quarto de século do fim da Confederação Evangélica, se buscou a criação de um novo órgão aglutinador: a Associação Evangélica Brasileira (AEVB), quando as diferenças tinham se aprofundado e a fragmentação institucional (denominações e “ministérios”) atingido níveis escandalosos. Refletindo o personalismo da época, a AEVB foi montada em torno de um líder carismático e não de uma liderança coletiva. A crise do líder feriu de morte a instituição. Instalou-se, mais ainda, o caos, onde todos falam para alguns. O liberalismo teológico dominou algumas igrejas (IECLB, IEAB), cresceu a presença em outras, com setores do evangelicalismo abjurando de suas origens, e lideranças com suas convicções abaladas e “batendo fofo” diante da agenda GLSTB. Cresceu o misticismo nas massas e o secularismo nas elites. A Igreja Romana reprimiu a Teologia da Libertação e promoveu a Renovação Carismática. O Protestantismo deu lugar a protestantismos e “protestantismos”. A epopeia, inacabada, foi abandonada. Porém, para o remanescente fiel, a saga prossegue!

[i] Dom Robinson Cavalcanti é bispo anglicano da Diocese do Recife e autor de, entre outros, Cristianismo e Política – teoria bíblica e prática histórica e A Igreja, o País e o Mundo – desafios a uma fé engajada e Anglicanismo: Identidade, Relevância, Desafios.

domingo, 15 de novembro de 2009

veja este video abaixo

Click neste link abaixo veja este video

Caia no samba da mais-valia

Envie seu texto ou seu comentário nos e-mails abaixo:
revdaniel2008@gmail.com
revdaniel.ose@ig.com.br

sexta-feira, 13 de novembro de 2009


O Programa Água Doce (PAD) é uma ação do Governo Federal coordenada pelo Ministério do Meio Ambiente, por meio da Secretaria de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano, em parceria com instituições federais, estaduais, municipais e sociedade civil. Visa o estabelecimento de uma política pública permanente de acesso à água de boa qualidade para o consumo humano, promovendo e disciplinando a implantação, a recuperação e a gestão de sistemas de dessalinização ambiental e socialmente sustentáveis para atender, prioritariamente, as populações de baixa renda em comunidades difusas do semi-árido.


Lançado em 2004, o PAD foi concebido e elaborado de forma participativa durante o ano de 2003, unindo a participação social, proteção ambiental, envolvimento institucional e gestão comunitária local. Possui como premissas básicas o compromisso do Governo Federal de garantir à população do semi-árido o acesso à água de boa qualidade, além de ser amparado por documentos importantes como a Declaração do Milênio, a Agenda 21 e deliberações da Conferência Nacional do Meio Ambiente.


O PAD está estruturado em quatro componentes: gestão, pesquisa, sistemas de dessalinização e sistemas de produção. O componente da gestão é responsável pela formação de recursos humanos, elaboração de diagnósticos técnicos e ambientais, pela mobilização social, sustentabilidade ambiental, manutenção e operacionalização dos sistemas, além de dar o apoio ao gerenciamento e manutenção dos sistemas. O componente pesquisa é direcionado à otimização dos sistemas de produção com o aprofundamento dos conhecimentos em plantas halófitas, nutrição animal e piscicultura.


Com o compromisso de garantir o uso sustentável dos recursos hídricos, promovendo a convivência com o semi-árido a partir da sustentabilidade ambiental e social, o PAD beneficia mais de 40 mil pessoas em 58 localidades do Nordeste, ampliando suas ações para garantir o acesso à água de qualidade nas comunidades difusas do semi-árido.

Downloads
Clique aqui para fazer o download do folder institucional do Programa Água Doce
Clique aqui para fazer o download do folder "Vamos fazer um acordo

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Marina evita crítica direta ao governo sobre apagão

Da Agência Estado
A senadora Marina Silva (PV-AC), ex-ministra do Meio Ambiente e pré-candidata à Presidência da República, foi cautelosa em sua avaliação sobre o blecaute da última terça-feira. "A questão tem que ser vista com críticas e com preocupações", afirmou hoje durante visita a São José dos Campos, interior de São Paulo.A senadora disse que primeiro é preciso ter o diagnóstico correto da situação para que não se fique apenas no "achismo". "É preciso fazer o investimento necessário para que se tenha segurança.
O Brasil é um país que tem como maior fonte de energia a hidroeletricidade e os ''linhões'' sujeitam o sistema à ocorrência de desligamentos", afirmou.Para evitar esse tipo de problema, de acordo com a senadora, é preciso sair dos "linhões", adotando outras fontes de energia, como a biomassa, a solar e a eólica, que permitem ter o provimento de energia regionalmente."Tem que fazer mais investimentos para evitar problemas. Isso significa planejamento, é trabalhar com o princípio da precaução", afirmou. Isso, segundo ela, se evita prejuízos como os que ocorreram agora. "As pessoas foram privadas do direito de ir e vir, ameaçadas em relação à situações de violência e sofreram a falta de abastecimento de água e luz".
PSOL Marina disse que a possível aliança com o PSOL para as eleições de 2010 ainda está na fase das conversas informais. "O Partido Verde está aberto para o diálogo e disposto a buscar um caminho para a aliança. É um processo de construção, de parte a parte", explicou.O PV, segundo ela, vai trabalhar a sustentabilidade como eixo estratégico da campanha. "É uma questão tão importante que até os outros candidatos também já começam a assumi-la. Espero que nas eleições de 2010 as pessoas discutam ideias e propostas para preservar os avanços e planejar os passos que precisamos dar", finalizou.

domingo, 8 de novembro de 2009

Notícia Internacional

Estado do Maine Derrota Proposta de Casamento Homossexual


Em histórica votação, os eleitores do Estado de Maine, na Nova Inglaterra (Nordeste dos EUA) derrotaram a legislação proposta do casamento de pessoas do mesmo sexo.

28 plebiscitos estaduais (consultas prévias) e 03 referendos (consultas posteriores), totalizando 31 Estados têm expressado o mesmo resultado.

Os únicos Estados norte-americanos que adotam o casamento gay (Massachussets, Connecticut, Iowa e Vermont) o fizeram por atos do Legislativo ou do Judiciário, sem consultas à população, o que demonstra lá (e já se vê por aqui) o hiato entre uma elite liberal que se pretende “ilustrada” e as convicções morais do povo que deveria ser consultado.

Aqui não querem consultar o povo, mas ganhar no grito e no tapetão!

quarta-feira, 4 de novembro de 2009




C o n v i t e



O Movimento em Defesa da Mata do Engenho Uchoa convida para participar da reunião ordinária.

Planejamento:
palestra do dia 25 de novembro, do corrente;
coleta de assinaturas contra a instalação da Usina e
confraternização.

Data: 09/11/2009 (segunda-feira)
Hora: 19h
Local: Escola Presidente Humberto Castello Branco, Av. Dr. José Rufino, 2.993 Tejipio – Reccife/PE. – Tel. 3252.9941 / 3181.2956

Contatos: Luci Machado 3251.2628 / 8637.1747
José Semente 3455.1721 / 3076.1664
Arlindo Lima 3251.1265
Jacilda Nascimento 3251.3830 / 9965.0916
Patricia Maria 9183.9762
Augusto Semente 3469.0598 / 9258.7195

terça-feira, 3 de novembro de 2009

COLETA SELETIVA DE LIXO


PNEUS VELHOS, O QUE FAZER COM ELES?
Vantagens Ambientais: através de um processo ambientalmente adequado de reciclagem dos pneus velhos, os problemas ambientais referentes à liberação de gases tóxicos pela queima de pneus, assim como, a poluição visual provocada pelo acúmulo de pneus em aterros sanitários estariam solucionados.


Vantagens Sociais: a reciclagem acabaria também com o problema de acúmulo de água dentro dos pneus velhos. Pneus sem uso que estão expostos à chuva ou jogados em lixões propiciam um habitat ideal para a proliferação de insetos e pequenos animais que provocam doenças, como por exemplo, o mosquito da dengue.


Vantagens Econômicas: o reaproveitamento dos pneus considerados sem utilidade depois de sua vida útil normal sem sombra de dúvida cria uma nova cadeia produtiva. Com isso são geradas novas riquezas e novos postos de trabalho.

REFORMA PROTESTANTE

Tema: Reforma Protestante do Século XVI Apenas um Movimento Eclesiástico? Mesa redonda com os debatedores:
Rev. Maurício Amazonas e
Rev. Ricardo Melo
Local: Livraria Saraiva Mega Store - Shopping Center RecifeData: Sábado - 07/11/2009Horário: 11h
Imperdível!!!

terça-feira, 27 de outubro de 2009

O QUE É BULLING?


Bulling: É uma brincadeira sem graça .

Apelidos como "rolha de poço", "baleia", "quatro olhos" e atitudes como chutes, empurrões e puxões de cabelo são comportamentos típicos de alunos em sala de aula. Brincadeiras próprias da idade? Não. São atos agressivos, intencionais e repetitivos, que ocorrem sem motivação evidente e que caracterizam o chamado fenômeno bullying.
O que o Bulling pode causar? As conseqüências são o isolamento, a queda do rendimento escolar, baixa auto-estima, depressão e pensamentos negativos de vingança. foi realizado no dia 3 de junho um fórum pelo Centro Multidisciplinar de Estudos e Orientação sobre o Bullying Escolar (Cemeobe) e a Organização Não-Governamental Chamaeleon, com apoio do Instituto Agilità e Instituto Saber. Estudos mundiais revelam que, de 5% a 35% dos alunos estão envolvidos nesse tipo de comportamento. No Brasil, alguns estudos demonstraram que esses índices chegam a 49%. O encontro abordará o fenômeno nos seus diversos aspectos: escolar, familiar, social, cultural, ético-legal e saúde. O foco principal do evento será o debate, com o objetivo de despertar os profissionais para que se envolvam e se comprometam com a problemática. "A proposta não se limita apenas a discutir medidas pontuais, mas elaborar ações estratégicas que auxiliem a parceria escola-família a romper com a dinâmica bullying", explicou Cléo Fante, membro da comissão organizadora, pesquisadora e autora do livro Fenômeno Bullying, da Editora Verus. Os participantes poderão encaminhar sugestões durante o evento, visando à elaboração de uma "carta de intenção", propondo às autoridades competentes providências urgentes para minimizar os efeitos nocivos do bullying entre os estudantes.
Outras informações acesse os sites
www.institutoagilita.com.br ou
www.bullying.pro.br

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Advogados evangélicos discutem norma da OMB


Durante sua participação no III Encontro Estadual de Advogados Evangélicos, promovido pela OAB-SP, o deputado Waldir Agnello abordou um tema que vem preocupando as igrejas evangélicas: a recente determinação da Ordem dos Músicos do Brasil de proibir a participação, no louvor, de qualquer músico que não esteja filiado à entidade.

A OMB inclusive já criou, em março deste ano, a Delegacia Musical Cristã, que irá fiscalizar as igrejas e multar quem não estiver de acordo com o regulamento. A Igreja Bola de Neve foi a primeira a receber um desses fiscais e está contestando judicialmente a multa recebida em um de seus cultos. O assunto teve grande repercussão no Encontro: os advogados cristãos perceberam a clara ameaça à liberdade de culto, direito constitucional de todo cidadão.

Nos próximos dias o parlamentar deve convidar o presidente da OMB para um encontro, com o objetivo de resolver diplomaticamente o impasse: “Não se pode comparar essas pessoas com alguém que tem na música sua profissão, que recebe remuneração por um serviço prestado. Isso é uma ameaça ao livre exercício de culto, pois está criando ônus financeiros a igrejas e voluntários que praticam essa atividade sem obter dela qualquer lucro”, alega ele. O parlamentar já sinalizou que, caso não haja um consenso, serão tomadas medidas judiciais para resolver o problema. O presidente da Comissão de Direito e Liberdade Religiosa da OAB-SP, Dr. Hédio Silva Júnior, asseverou o compromisso da Ordem de se engajar nessa luta em favor das Igrejas.

Ano passado o parlamentar participou do evento abordando as implicações da aprovação do PLC 122/06 para as igrejas cristãs, que ameaçaria inclusive a integridade de certos trechos bíblicos.

Veja Mais no Site:

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

SOLIDARIEDADE

AJUDAR AS PESSOAS É UM DEVER CRISTÃO.
DE ALGUMA FORMA VOCÊ TMBÉM PODE AJUDAR NATALIE.
QUE TE ABENÇOE!

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

terça-feira, 20 de outubro de 2009

O SOS da Natureza

Toda vez que corta uma árvores, abre uma rua, faz uma lavoura ou constrói seus empreendimentos – por mais úteis que sejam - o homem causa danos à Natureza. O mais comum é fazer a areia descer das encostas para dentro dos rios e do mar, sujar a água e provocar enchentes. Por isso é que nas últimas décadas se buscam indispensáveis técnicas compensatórias e reparadoras dos desequilíbrios ambientais. Cada dia mais, o ser humano é advertido das necessidades preservacionistas, hoje consideradas essenciais para a manutenção da própria vida. Foi-se o tempo em que o homem, por falta de informação, devastava impunemente a mata, usava a terra até ela perder a fertilidade e, em seguida, mudava de local para nova derrubada. Época em que era normal as cidades jogarem dentro dos rios os seus rejeitos sem tratamento. A poluição do ar era considerada “preço do progresso”. Isso tudo, felizmente, e apesar de ainda haverem transgressores, já é passado. Cada dia mais, as comunidades são mobilizadas pela preservação. Nos países desenvolvidos, é comum o trabalho permanente de proteção contra as enchentes, os deslizamentos e todos os problemas ambientais. Equipes atuam todos os dias do ano na retirada da areia que a chuva leva para dentro da rede de águas pluviais e dos rios. O controle de enchentes é tão especializado, e os técnicos garantem que, em determinados lugares antes inundáveis, não haverá outro acidente do gênero pelos próximos 20, 30 ou 40 anos. É a ação preventiva.As maioria das tragédias que o Brasil assiste não deveriam mais acontecer. A capacidade de nossa engenharia, que constrói grandes obras em todo o mundo, a especialização de nossos técnicos e, mais recentemente, a posição de nossa economia, são incompatíveis com os desastres naturais que já se tornaram crônicos. Em vez de levar a população a consternar-se com o sofrimento das vítimas e promover campanhas de ajuda, a sociedade e as autoridades têm o dever de adotar providências para que, pelo menos, o problema não se repita no mesmo local. É infame, incompetente e desumana
a constatação de que famílias sofrem inundações todos os anos, no mesmo local. Que pessoas continuam morrendo em deslizamentos nas mesmas encostas, e outras repetições trágicas. Não basta a defesa civil e o socorro fugaz e paliativo. Estamos nos aproximando de um importante ano eleitoral, onde o Brasil escolherá o novo presidente, governadores, senadores e deputados. Espera-se que os candidatos e, principalmente os que forem eleitos, assumam um compromisso firme com o povo, de tratar com seriedade e continuidade, a solução de enchentes, deslizamentos e outros “castigos” que a Natureza impõe aos mais fracos e vulneráveis por conta das agressões cometidas, na maioria das vezes, pelo desenvolvimento. O ideal é evitar os fenômenos que acabam provocando mortes, prejuízos e sofrimento ao povo. Mas quando isso não é possível, há que, pelo menos, remover as pessoas para locais previamente escolhidos, que sejam seguros e sustentáveis. Catástrofe repetida, no mesmo lugar, é sinônimo de atraso e burrice. Um inaceitável desgoverno...


sexta-feira, 16 de outubro de 2009

MUSEU DO HOMEM DO NORDESTE


Mulher é mais vulnerável às DSTs


A mulher é mais vulnerável a Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) do que o homem, de acordo com o presidente da Sociedade Cearense de Ginecologia e Obstetrícia, Fernando Aguiar.


A anatomia feminina é um receptáculo, a vagina é mais úmida que o pênis. "A uretra feminina também é mais curta, o que facilita a entrada de germes, além de ser próxima a duas cavidades, o ânus e a vagina", explica ele.


O ginecologista Frederico Perboyre acrescenta que a higiene do pênis também se torna mais fácil por ser um órgão exteriorizado. O ginecologista Sérgio dos Passos Ramos considera que a mulher transmite mais que o homem as DSTs por não fazer facilmente o diagnóstico. "No homem, a maioria dos problemas se manifesta claramente e ele logo identifica. Na mulher, podem ficar mais escondidos".


As DSTs são transmitidas através do contato sexual, que não se resume a penetração do pênis na vagina. De acordo com o ginecologista Sérgio dos Passos Ramos, essas doenças podem ser transmitidas em todo o contato do pênis com a vagina, com a vulva (parte externa da vagina), com o ânus ou com a boca.


Portanto, não é necessário ejaculação para contaminação por vírus e bactérias. Qualquer contato sexual pode transmitir doenças como Aids e HPV. Daí a importância do preservativo em toda relação sexual.

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

CENTRO DE CIDADANIA MANOEL MATTOS

Click no cartaz e veja no tamanho A-4

Elzita Santa Cruz, 96 de dedicação e coragem.


Nesta quarta dia 14/10/2009, aconteceu a festa pelo aniversário de Dona Elzita Santa Cruz. Na ocasião foi celebrada uma missa na capela de São Joaquim, no Bairro de Jardim Atlântico em Olinda.

A Diocese do Recife – Comunhão Anglicana esteve presente nesta celebração participando da Liturgia da Palavra, o Evangelho foi aclamado pelo nosso bispo Dom Robinson Cavalcanti.

Dona Elzita, aos 96 anos, continua combativa. Na luta por justiça. Quero aproveitar este exemplo de mulher. E fazer um paralelo com outras grandes mulheres registradas na bíblia, que sempre lutaram por seus ideais, deixando para nós um grande legado histórico.


Débora: foi uma juíza descrita no livro de
Juízes do Antigo Testamento da Bíblia e que teria liderado os israelitas contra o domínio de Canaã, por volta do século XII a.C.

É a única mulher das Escrituras que alcançou um cargo político pelo seu próprio povo. Sua origem parece ser simples, pois o texto bíblico a menciona como esposa de Lapidote e que prestava atendimento como profetisa debaixo das palmeiras.


Dona Elzita siga o exemplo de Débora, exemplo de coragem.


Ruth: uma princesa moabita, imbuída de elevados ideais, não estava satisfeita com a situação de seu próprio povo e quando chegou a oportunidade, abriu mão do privilégio da realeza em sua terra, aceitando uma vida de pobreza entre um povo que ela admirava. Ruth fez amizade com essa família judia e começou a comparar o diferente modo de vida com a do seu próprio.


Dona Elzita siga o exemplo de Ruth, exemplo de solidariedade.


Ester: Como rainha, certamente também possuía riquezas e muitas glórias, Ester tinha tudo em suas mãos, e poderia viver para si mesma e esquecer-se dos outros, pois ela era a pessoa da mais alta posição em todo aquele império.


Dona Elzita siga o exemplo de Ester, exemplo de altruísmo, Amor ao próximo.


Isabel: é uma personagem do
Novo Testamento da Bíblia, mencionada no Evangelho segundo Lucas como esposa do sacerdote Zacarias e mãe de João Batista.

De acordo com o texto do
Evangelho, Isabel era pessoa considerada justa diante de Deus, "vivendo irrepreensivelmente em todos os mandamentos e preceitos do Senhor".

Dona Elzita siga o exemplo de Isabel, mulher justa.


Maria: O anjo Gabriel saudou a Maria, dizendo: “Salve! Agraciada; o Senhor é contigo”, anunciando-lhe que ela teria um filho a quem deveria chamar Jesus. “Este sra grande, será chamado Filho do Altíssimo; Deus o Senhor lhe dará o trono de Davi, seu pai, ele reinará para sempre sobre a casa de Jacó, e o seu reinado não terá fim”, Lucas 1.32,33. Quando Maria perguntou como se faria isso, visto não conhecer varão, o anjo lhe respondeu: “Descerá sobre ti o Espírito Santo, e o poder do Altíssimo te envolverá com a sua sombra; por isso, também o ente santo que há de nascer será chamado Filho de Deus”, Lucas 1.35. Estas declarações revelaram a Maria que ela foi escolhida para ser a mãe do Messias. Com humildade, aceitou a honra que Deus misteriosamente lhe concedia.


Dona Elzita siga o exemplo da Virgem Maria, um exemplo de humildade.


Dona Elzita. Mulher guerreira, valorosa, e acima de tudo uma grande mãe.

Feliz Aniversário


Uma das grandes bênçãos da vida é a experiência que os anos vividos nos concedem. Aniversariar é uma amostra das oportunidades que temos de aprender a contar os nossos dias. Hoje, mais um a janela se abre diante de seus olhos, mais um espinho foi retirado da flor, restando apenas a beleza de tão
bela data.

Rev. Frei Daniel Barbosa
Secretário Episcopal
Secretário Diocesano de Cidadania
revdaniel.ose@ig.com.br
(81) 9219.1118 / 3325.3586

terça-feira, 13 de outubro de 2009

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

DIA DAS CRIANÇAS



FELIZ DIA DAS CRIANÇAS, QUE DEUS ABENÇOE A TODAS CRIANÇAS, EM ESPECIAL AS QUE SE ENCNTRAM EM ORFANTOS, E AS QUE SE ENCONTRAM NA ESPERA DE UM ORGÃO SOBREVIVER.

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Liberdade de culto aos Músicos Cristãos


Em atenção a uma recente demanda das igrejas cristãs, cujos rituais litúrgicos são permeados por atividades envolvendo execuções musicais, o deputado Waldir Agnello (PTB) está divulgando um manifesto chamado “Movimento pela Liberdade de Expressão dos Músicos Cristãos”.
O documento intitulado “Carta Aberta aos Músicos Cristãos” diz respeito a uma determinação da OMB – Ordem dos Músicos do Brasil, de que todos os músicos que atuam nas igrejas são obrigados a se filiar à entidade para participar do louvor.
Agnello defende que a obtenção da carteira não pode ser obrigatória para músicos que atuam somente nas igrejas, e não profissionalmente, como atividade remunerada. Na Carta o parlamentar cita diversas leis que demonstram que essa exigência não tem base jurídica – assim como a multa que imposta às igrejas pelos fiscais da OMB.
Para obter a Carteira de Músico Prático o instrumentista ou cantor deve desembolsar uma taxa de inscrição, que em São Paulo gira em torno de R$ 165,00, além da renovação anual ao custo de R$ 100,00.
A Carta Aberta aos Músicos Cristãos foi distribuída na última reunião do Conselho de Pastores do Estado de São Paulo (CPESP), e deverá ser encaminhada também a igrejas em todo o Estado (uma das leis citadas é estadual, válida somente para SP).

Clique aqui para baixar o manifesto em pdf.



quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Recife é líder em vítimas de escorpiões

SAÚDE // Centro de Assistência Toxicológica do HR divulgou um mapa de acidentes com o animal que mostra que 70% dos casos que chegam ao hospital poderiam ser atendidos em policlínicas e postos

Eles aparecem quando e onde menos se espera. Dão aquele susto, deixam preocupação e dor. Os escorpiões representam a principal ocorrência no Centro de Assistência Toxicológica do Hospital da Restauração (Ceatox/HR) e, nos casos mais graves, podem provocar a morte.
No bairro de Campo Grande, Maria Eduarda é a única entre três irmãos que ainda não foi picada por escorpião. Foto: Helder Tavares/DP/D.A PressEntre agosto de 2007 e julho deste ano, 2.273 acidentes com escorpião provenientes de 42 cidades foram registrados no Ceatox. Entretanto, um levantamento realizado pelo setor descobriu que 70% dos casos que chegam à unidade, que é referência em intoxicação, podem ser atendidos em clínicas ou postos de saúde. Uma movimentação que reduziria a espera no HR, garantindo maior agilidade ao atendimento de vítimas graves.O mapeamento foi divulgado ontem, durante a II Mostra de Saúde SUS Recife, que está sendo realizada até amanhã no campus da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). De acordo com a chefe do Ceatox, Lucineide Porto, a intenção é oferecer os dados aos municípios e permitir que as prefeituras atuem no combate. "Pode ser no trabalho de limpeza urbana, já que os escorpiões se proliferam em entulhos e lixo, ou na capacitação das equipes de postos de saúde", destacou. Entre os casos registrados no centro de assistência, os pacientes do Recife e de Olinda são os mais presentes com, respectivamente, 58% e 14,5%. O público mais atingido são as mulheres, com 60%. A médica acredita que seja por causa das atividades de casa, como mexer em armários. A especialista destacou a característica "democrática" do escorpião que pode surgir em um andar alto de um edifício (levado pelas tubulações de esgoto) ou em uma rua sem saneamento de uma comunidade carente. Segundo o levantamento, as picadas foram registradas em todos os distritos sanitários do Recife, somando 109 bairros. Entre as localidades de maior incidência estão os Aflitos, Graças, Nova Descoberta, Campo Grande, Encruzilhada, Dois Unidos, Boa Viagem, Pina e Brasília Teimosa. Moradora de Campo Grande, Iracema Araújo vive assustada. Dos três filhos, apenas Maria Eduarda, 4 anos, escapou até agora. "Já teve dia dela estar brincando no terraço e eu correr para tirar porque o escorpião estava vindo. E daqueles grandes", contou. A última vítima da família foi o filho mais velho de Iracema, Eduardo Araújo, 18, que deixou o Ceatox na madrugada de ontem. Ele assistia TV quando o escorpião atacou. "Corremos pro HR. Mas não foi nada grave, só ficou com a perna dormente", disse Iracema. As picadas costumam ser mais graves em crianças pequenas e idosos, podendo evoluir para vômitos, febres e alterações na pressão cardíaca. Nesses casos, as vítimas devem ser encaminhadas ao Ceatox. "Em adultos, o tratamento costuma ser a limpeza com água e sabão e o analgésico. Em caso de dor mais forte, pode ter um anestésico local informou Lucineide. O Ceatox também presta esclarecimentos pelo 0800.7226001.

Marcelo Santa Cruz convida para celebração 96 anos de Elzita Santa Cruz









terça-feira, 6 de outubro de 2009

Para analistas, PV não decola na eleição presidencial

Publicado em 06.10.2009, às 15h17

A senadora Marina Silva (AC) não deve levar o PV para o segundo turno, mas vai “qualificar o debate”. Pelo PT, a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT), tende a subir nas pesquisas, no rastro da popularidade do presidente Lula. Já o tucano José Serra, governador paulista, acertou na tática de evitar um lançamento antecipado. Essas foram as principais opiniões colocadas nessa segunda-feira (5), em debate na TV Estadão, pelos cientistas políticos Carlos Melo, professor do Insper, e José Paulo Martins Júnior, da Faculdade de Administração da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP).“É prematuro dar Serra como vitorioso, Ciro Gomes como capaz de abalar e Dilma como candidatura que foi para o ralo”, opinou Melo. “Tem de ver as alianças. Para onde vai o PMDB?”, indagou Martins Júnior. Os dois ainda abordaram o projeto do PSB, a campanha na internet e a perspectiva de renovação no Congresso, após a sucessão de escândalos.

Fonte: Agência Estado

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Bancários fazem assembleia nesta segunda para decidir greve


Publicado em 05.10.2009, às 08h57



Os bancários, em greve há 12 dias, realizam uma nova assembleia a partir das 17 horas desta segunda-feira (5) para decidir os rumos do movimento. A continuação da greve foi decidida pelos trabalhadores após duas rodadas de negociação entre o Comando Nacional dos Bancários e Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) realizadas nos dias 1º e 2 de outubro, que terminaram sem acordo.
Os negociadores da Fenaban afirmaram que encaminharam as simulações discutidas aos respectivos bancos e que agora quem decide são os donos dos bancos, de acordo com o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região. Segundo o sindicato, além das agências bancárias da região central da capital paulista e da Avenida Paulista, a paralisação será mais concentrada nos prédios administrativos onde estão escritórios dos presidentes dos bancos.



Fonte: Agência Estado



Compartilhe essa notícia

sábado, 3 de outubro de 2009

RIO 2016

PARABENS RIO DE JANEIRO, PARABENS BRASIL, AS OLIPIADAS DE 2016 É NOSSA.

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

SOLIDARIEDADE



Ajudar as pessoas é uma questão de solidariedade.
esta criança precisa do nosso apoio, vamos nos solidarizar com seus pais.
de alguma forma você pode ajudar é querer.
Clic no cataz ao lado e você no tamanho maior.

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Orçamento do Recife para os próximos quatro anos será de R$ 10,4 bilhões


Do JC Online


Publicado em 30.09.2009, às 19h12



João da Costa está otimista com o crescimento econômico dos próximos anos
Foto: JC Imagem
A Prefeitura do Recife terá, nos próximos quatro anos, um orçamento de R$ 10,4 bilhões para investir na cidade. O Plano Plurianual (PPA) 2010-2013 foi encaminhado nesta quarta-feira (30) pelo prefeito João da Costa para aprovação da Câmara dos Vereadores. Entre os projetos apresentados, nenhuma grande novidade. "Será uma continuidade e aprofundamento de alguns aspectos diferenciados com relação aos últimos nove anos (leia-se gestão João Paulo)", justificou João da Costa. O PPA apresenta os principais investimentos para a capital pernambucana nos próximos anos.
O PPA 2010-2013 teve um aumento de 32%, se comparado ao último plano (2006-2009), que foi de R$ 7,9 bilhões. Só em 2010, estão previstos investimentos da ordem de R$ 2,511 bilhões. Segundo João da Costa, o objetivo principal é consolidar o Recife como importante polo de prestação de serviços do Nordeste. "Para isso, iremos aproveitar a janela de oportunidades que a reestruturação econômica de Pernambuco está oferecendo e as perspectivas animadoras de crescimento já em 2010."
São quatro planos específicos, divididos na melhoria de vida da população; de vida da cidade; da gestão municipal e programa de gestão de cargos. Com relação à mobilidade e acessibilidade do Recife, os principais programas estruturadores serão o Via Mangue, Capibaribe Melhor, Prometrópole e Corredor Norte/Sul. Este último uma novidade da gestão João da Costa. O PPA cumpre os percentuais exigidos constitucionalmente para as áreas de educação (25%) e saúde (15%). Para a saúde, o investimento para os próximos quatro anos será de quase R$ 2 bilhões, em ações como academias da cidade, policlínicas e Samu. Já na educação, estão estimados valores na ordem de R$ 1,8 bilhões, com maior acesso à educação infantil e melhoria da infraestrutura das escolas. João da Costa afirmou ainda que a população recifense também redirecionou os investimentos através do Orçamento Participativo. "Eles querem mais programas de pavimentação e drenagem; saúde, com mais academias da cidade; e lazer e esportes. Acreditamos nessas mudanças de rumo devido aos investimentos estruturadores dos últimos anos", disse.O prefeito ressaltou que o PPA é apenas uma previsão e que poderá sofrer mudanças. "É ajustado a cada ano. Não podemos descartar situações como crises econômicas, mas as expectativas são boas", garantiu.

Compartilhe essa notícia

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Debate sobre o Pré-Sal


II CONGRESO NACIONAL DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL



A Associação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento do Paraná - ABTD/PR, promove a II Edição do Congresso Nacional de Responsabilidade Socioambiental, que será realizado de 20 a 22 de outubro de 2009, no Centro de Eventos – CIETEP – Federação das Indústrias do Estado do Paraná em Curitiba-PR.O evento tem por objetivo propiciar um ambiente de interação e disseminação das ações práticas e conceitos das organizações sobre a Responsabilidade Social e Ambiental, incentivando o desenvolvimento de projetos e atividades empresariais com foco na Sustentabilidade, sejam essas atividades para a sociedade como um todo, ou apenas para a comunidade ao redor da organização.Nesta edição, o tema central refere-se a “A autosustentabilidade das cidades: como pequenas, médias e grandes cidades brasileiras enfrentam os desafios de viver o Brasil de hoje, preservando espaço para novas gerações”.O Congresso tem por público alvo empresários, gestores de pessoas e a sociedade de forma geral, tendo a expectativa de receber cerca de 250 a 300 pessoas por dia de evento. Vários especialistas da área estão confirmados entre eles, Nelson Savioli, superintendente executivo da Fundação Roberto Marinho, Haroldo Mattos de Lemos, presidente do Instituto Brasil PNUMA – Comitê Brasileiro do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, Wanda Engel, superintendente do Instituto Unibanco, Luiz Carlos de Queirós Cabrera, diretor da Panelli Motta Cabrera & Associados, membro da Amrop Hever Group, Lygia Lumina Pupatto, secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, entre outros.


Não perca esta oportunidade, realize já a sua inscrição


Mais informações (43) 3025-5223 ou pelo e-mail: cnrs@fbeventos.com Apoio: Planeta Voluntários / A maior Rede Social de Voluntários e ONGs do Brasil

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Câmara de Caruaru debate a exploração de petróleo no pré-sal


Encontro no Legislativo Municipal foi pioneiro no interior e reforça a luta pela utilização democrática dos recursos. Numa iniciativa do presidente da Casa, Rogério Meneses, a Câmara de Vereadores de Caruaru foi a primeira do interior e debater a exploração de petróleo na camada do pré-sal. O assunto foi discutido durante uma audiência pública realizada na manhã de hoje na Casa Jornalista José Carlos Florêncio e contou com as presenças do deputado federal Fernando Ferro e do presidente dos PT no Estado, Jorge Peres. A palestra de abertura foi do coordenador do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria de Petróleo dos Estados de Pernambuco e Paraíba, Luiz Antonio Lourenzon, que falou sobre os projetos que regulam o assunto. Rogério Meneses abriu o encontro destacando a importância de se utilizar o Legislativo Municipal para debater um assunto fundamental para o futuro País. “Essa é a maior descoberta em petróleo dos últimos 30 anos. E isso só foi possível graças ao compromisso do governo Lula, que investiu e criou condições para a descoberta no pré-sal”, enfatizou.
O vereador lembrou que a luta pela democratização dos recursos obtidos com a exploração do petróleo em águas ultra profundas está sendo encampada pela bancada do PT e pelo governador Eduardo Campos. Em vários encontros, Eduardo Campos defendeu que todos os Estados sejam contemplados e não apenas os que fazem o beneficiamento do produto, que são Rio de Janeiro, Espírito Santo e Santa Catarina. “Os recursos devem ser divididos para todos os brasileiros”, afirmou Rogério Meneses.
O sindicalista Antonio Lourenzon fez uma explanação técnica sobre o assunto e parabenizou Rogério Meneses pela iniciativa do debate, que contou também com a participação de representantes da sociedade civil organizada e da população. “O petróleo é do povo. Não é possível que apenas três Estados sejam beneficiados. Nosso papel é alertar a população sobre como vão ser utilizados esses recursos”, reforçou. Segundo ele, as novas descobertas vão colocar o Brasil como o terceiro produtor mundial de petróleo. O presidente estadual do PT, Jorge Peres disse que existe uma orientação do Partido dos Trabalhadores para que se realize esse tipo de debate em relação ao pré-sal. De acordo com Jorge Peres, já houve eventos semelhantes em cidades como Recife, Olinda e Paulista.
O encontro foi encerrado pelo deputado federal Fernando Ferro. Para ele, os recursos obtidos com a exploração do petróleo na camada do pré-sal dever servir para diminuir as diferenças regionais, através da criação de um fundo social. Mas, segundo o deputado, é preciso que a sociedade se mobilize. “Existem 580 emendas aos quatro projetos que estão na Câmara Federal”. Os três Estados produtores vão querer puxar os recursos para eles. “A votação será no dia dez de novembro e é preciso que a sociedade se mobilize para garantir a distribuição e a aplicação democráticas dos recursos”, finalizou.

ROGERIO MENESES - PRESIDENTE DA CAMARA MUNICIPAL DE CARUARU É PRESIDENTE DO PT DE CARUARU E MEMBRO DA TENDENCIA MOVIMENTO SOCIALISTA

Goretti de Melo

Desaparecido

Belo Horizonte 22 de setembro de 2009
Senhores:
Moro em Belo Horizonte, e conheço uma senhora, desde de criança. E esta senhora esta procurando sua irmã ja tem quase 60 anos que não a ver. Ela disse que nao lembra muita coisa, mais tem algo na cabeça de alguns detalhes.Essa senhora nasceu em PERNAMBUNCO. E foi criada na cidade de PRAZERES onde tinha uma estação do trem (trolobos) perto de sua casa, proximo a cidade JOBOATÃO DOS GUARARAPES, num lugar com o nome de SITIO PARAISO, onde tinha um senhor chamado SEVERINO que tinha um armazém que vendias seus produtos para senhor ANTONIO BARBOSA e dona TEREZA que era padrinhos dona DOLORES SILVA DE OLIVEIRA, que foi criados por eles. Essa senhora procura por dona DIOLINDA SUA IRMA.Dona Dolores disse tambem que lembra de uma *igreja* que foi destruida por incendio mais ou menos uns 60 anos.DOLORES nome de solteiro ela so lembra do primeiro nome.DOLORES SILVA DE OLIVEIRA nome de casado com ANTONIO GOMES DE OLIVEIRA Alagoano.
Preciso saber o nome desta igreja, acho que vai me ajudar a tentar localizar essa pessoa com o nome de DIOLINDA.Onde devo procurar, em qual local, por favor me der uma luz.
ok.aguardo retorno
SUPORTE TÉCNICO FALAR COM OTÁVIO
(31) 9148-1255OU

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

PRE-SAL


Companheiros(as),



O tema do Pré-Sal é uma das principais discussões hoje no país. Nosso governo, o PT e partidos aliados e o movimento sindical cutista defendem uma política de exploração desta riqueza como um recurso natural que deve estar a serviço do povo brasileiro, garantindo amplos investimentos em educação, saúde, ciência e tecnologia e desenvolvimento sustentável.Para os partidos de oposição (PSDB/DEM/PPS) esta riqueza não deve ficar nas mãos do estado brasileiro, mas sim sob o controle de empresas privadas estrangeiras, retomando a política criminosa de privatizações que o governo FHC promoveu.O Diretório Nacional do PT, reunido no dia 17/09 passado, aprovou uma resolução política que orienta todas as direções e militantes a assumirem a campanha do Pré-Sal como uma das principais ações neste próximo período, defendendo o projeto que está tramitando no Congresso Nacional de um novo marco regulatório para a exploração destas novas jazidas de petróleo.O PT-PE, junto com a CUT e o Sindicato dos Petroleiros já iniciaram esta campanha realizando audiências públicas em Câmaras Municipais como a do Recife, Olinda e Paulista e Caruaru.Em anexo divulgamos a Resolução Política do Diretório Nacional, um texto do DIEESE/FUP e um artigo do Deputado Federal João Paulo Cunha(PT-SP) que informam e auxiliam no debate sobre o Pré-Sal. Assim, orientamos que todos nossos vereadores realizem debates ou pronunciamentos nas Câmaras de Vereadores sobre o tema, ampliando a ação do partido. É importante que nossos Prefeitos e Vices também procurem divulgar esta discussão através de jornais, debates em rádios, publicações, blogs e etc. Os Diretórios Municipais podem e devem também buscar organizar debates nas suas cidades com trabalhadores rurais, servidores municipais, professores, estudantes, etc... divulgando os textos anexos e convocando a população para a campanha O PRÉ-SAL É NOSSO. Por fim, os setoriais do partido também devem adotar iniciativas no mesmo sentido. Cada dirigente/militante devem divulgar para seus contatos.



Saudações PeTistas,

Maiores Informações.
JORGE PEREZ
Presidente PT-PE
jperezpt13@yahoo.com.br

terça-feira, 22 de setembro de 2009

As Origens Intertestamentárias da Liturgia da Palavra


Reflexão Episcopal



A Editora Hagnos teve a feliz iniciativa de reeditar (a primeira edição foi de 1951) este ano a pequena-grande obra do pastor Enéas Tognini O Período Interbíblico – 400 Anos de Silêncio, onde o autor estuda o tempo do ‘silêncio profético’, também denominado de período intertestamentário, entre Malaquias e João Batista, focalizando os períodos persa, grego, dos macabeus e romano, que antecederam a chegada do Messias.Chama a atenção para o surgimento da instituição das sinagogas, durante o exílio babilônico, quando, na ausência do Templo e dos sacrifícios, a adoração comunitária se volta para a Palavra. No regresso do exílio, as sinagogas – com sua arquitetura, decoração, móveis e utensílios próprios – subsistem nas cidades judaicas e na diáspora (com o Templo reconstruído, e, outra vez destruído), se consolidando, historicamente, até os nossos dias.Uma Liturgia da Palavra foi sendo elaborada: com a invocação (‘Shema’), a Oração de Arrependimento (‘Semoneh Esreh’), as Leituras, a Pregação, uma Oração Conclusiva e uma Bênção Final. As Leituras eram três: da Torah (Pentateuco), dos Salmos e dos Profetas.As Igrejas do primeiro século partem desse modelo, deslocam o culto para o domingo, elaboram a Ceia do Senhor, e, posteriormente, com o fechamento do Cânon do Novo Testamento, acrescentam leituras desse: Epístolas e Evangelho. Com pequenas variações vamos encontrar essa Liturgia tanto no Oriente (Nestorianos, Pré-Calcedônios, Bizantinos e Uniatas), quando no Ocidente (Roma).A Primeira Reforma – Luterana e Anglicana – apenas retirando acréscimos posteriores considerados incompatíveis com os ensinos bíblicos e a tradição apostólica (reforma, não ruptura) – continuam com a Liturgia da Palavra, com ou sem a Liturgia Eucarística, com o Ano Eclesiástico dividido em quadras e com suas leituras que permitem aos fiéis a exposição à totalidade dos textos escriturísticos. As leituras de cada dia se harmonizam em torno de um tema central, e se sabe que a Palavra de Deus não volta vazia.É por essa prática que se afirma: “Os ministros luteranos e anglicanos são os únicos que são obrigados a pregar a Bíblia toda, e não apenas os seus versículos favoritos”.Nada mais sólido do que os sermões expositivos que cubram a totalidade de um livro da Bíblia, seu texto, seu contexto, seus atores, seus ensinos.Textos como pretexto, ou como ‘azeitona em empada’ para enfeitar o pensamento (cultura/ideologia/teologia) dos ministros-astros não parecem superar a superficialidade, bem como os versículos-pílulas de deus-ajuda, com muito contexto e escasso texto.O modelo litúrgico de uma hora de louvor subjetivo-verticalista-generalista-emotivista + uma hora de retórica + arrecadações + avisos + coreografias (com ou sem “descarregos”) está a anos luz das sinagogas e das Igrejas de muitos séculos.Que os pastores diminuam e Cristo cresça! Que a retórica humana diminua e a Palavra cresça!O Espírito que moveu os judeus no exílio a criar as sinagogas e elaborar a Liturgia da Palavra continua a ser invocado nas Paróquias, Missões e Pontos Missionários Anglicanos que não se ‘sentem cansadas’ de ouvir a Bíblia lida e exposta. Recife (PE), 21 de setembro de 2009.Festa de São Mateus, apóstolo e evangelista.+Dom Robinson Cavalcanti, oseBispo Diocesano


A Editora Hagnos teve a feliz iniciativa de reeditar (a primeira edição foi de 1951) este ano a pequena-grande obra do pastor Enéas Tognini O Período Interbíblico – 400 Anos de Silêncio, onde o autor estuda o tempo do ‘silêncio profético’, também denominado de período intertestamentário, entre Malaquias e João Batista, focalizando os períodos persa, grego, dos macabeus e romano, que antecederam a chegada do Messias.Chama a atenção para o surgimento da instituição das sinagogas, durante o exílio babilônico, quando, na ausência do Templo e dos sacrifícios, a adoração comunitária se volta para a Palavra. No regresso do exílio, as sinagogas – com sua arquitetura, decoração, móveis e utensílios próprios – subsistem nas cidades judaicas e na diáspora (com o Templo reconstruído, e, outra vez destruído), se consolidando, historicamente, até os nossos dias.Uma Liturgia da Palavra foi sendo elaborada: com a invocação (‘Shema’), a Oração de Arrependimento (‘Semoneh Esreh’), as Leituras, a Pregação, uma Oração Conclusiva e uma Bênção Final. As Leituras eram três: da Torah (Pentateuco), dos Salmos e dos Profetas.As Igrejas do primeiro século partem desse modelo, deslocam o culto para o domingo, elaboram a Ceia do Senhor, e, posteriormente, com o fechamento do Cânon do Novo Testamento, acrescentam leituras desse: Epístolas e Evangelho. Com pequenas variações vamos encontrar essa Liturgia tanto no Oriente (Nestorianos, Pré-Calcedônios, Bizantinos e Uniatas), quando no Ocidente (Roma).A Primeira Reforma – Luterana e Anglicana – apenas retirando acréscimos posteriores considerados incompatíveis com os ensinos bíblicos e a tradição apostólica (reforma, não ruptura) – continuam com a Liturgia da Palavra, com ou sem a Liturgia Eucarística, com o Ano Eclesiástico dividido em quadras e com suas leituras que permitem aos fiéis a exposição à totalidade dos textos escriturísticos. As leituras de cada dia se harmonizam em torno de um tema central, e se sabe que a Palavra de Deus não volta vazia.É por essa prática que se afirma: “Os ministros luteranos e anglicanos são os únicos que são obrigados a pregar a Bíblia toda, e não apenas os seus versículos favoritos”.Nada mais sólido do que os sermões expositivos que cubram a totalidade de um livro da Bíblia, seu texto, seu contexto, seus atores, seus ensinos.Textos como pretexto, ou como ‘azeitona em empada’ para enfeitar o pensamento (cultura/ideologia/teologia) dos ministros-astros não parecem superar a superficialidade, bem como os versículos-pílulas de deus-ajuda, com muito contexto e escasso texto.O modelo litúrgico de uma hora de louvor subjetivo-verticalista-generalista-emotivista + uma hora de retórica + arrecadações + avisos + coreografias (com ou sem “descarregos”) está a anos luz das sinagogas e das Igrejas de muitos séculos.Que os pastores diminuam e Cristo cresça! Que a retórica humana diminua e a Palavra cresça!O Espírito que moveu os judeus no exílio a criar as sinagogas e elaborar a Liturgia da Palavra continua a ser invocado nas Paróquias, Missões e Pontos Missionários Anglicanos que não se ‘sentem cansadas’ de ouvir a Bíblia lida e exposta. Recife (PE), 21 de setembro de 2009.Festa de São Mateus, apóstolo e evangelista.+Dom Robinson Cavalcanti, oseBispo DiocesanoA Editora Hagnos teve a feliz iniciativa de reeditar (a primeira edição foi de 1951) este ano a pequena-grande obra do pastor Enéas Tognini O Período Interbíblico – 400 Anos de Silêncio, onde o autor estuda o tempo do ‘silêncio profético’, também denominado de período intertestamentário, entre Malaquias e João Batista, focalizando os períodos persa, grego, dos macabeus e romano, que antecederam a chegada do Messias.Chama a atenção para o surgimento da instituição das sinagogas, durante o exílio babilônico, quando, na ausência do Templo e dos sacrifícios, a adoração comunitária se volta para a Palavra. No regresso do exílio, as sinagogas – com sua arquitetura, decoração, móveis e utensílios próprios – subsistem nas cidades judaicas e na diáspora (com o Templo reconstruído, e, outra vez destruído), se consolidando, historicamente, até os nossos dias.Uma Liturgia da Palavra foi sendo elaborada: com a invocação (‘Shema’), a Oração de Arrependimento (‘Semoneh Esreh’), as Leituras, a Pregação, uma Oração Conclusiva e uma Bênção Final. As Leituras eram três: da Torah (Pentateuco), dos Salmos e dos Profetas.As Igrejas do primeiro século partem desse modelo, deslocam o culto para o domingo, elaboram a Ceia do Senhor, e, posteriormente, com o fechamento do Cânon do Novo Testamento, acrescentam leituras desse: Epístolas e Evangelho. Com pequenas variações vamos encontrar essa Liturgia tanto no Oriente (Nestorianos, Pré-Calcedônios, Bizantinos e Uniatas), quando no Ocidente (Roma).A Primeira Reforma – Luterana e Anglicana – apenas retirando acréscimos posteriores considerados incompatíveis com os ensinos bíblicos e a tradição apostólica (reforma, não ruptura) – continuam com a Liturgia da Palavra, com ou sem a Liturgia Eucarística, com o Ano Eclesiástico dividido em quadras e com suas leituras que permitem aos fiéis a exposição à totalidade dos textos escriturísticos. As leituras de cada dia se harmonizam em torno de um tema central, e se sabe que a Palavra de Deus não volta vazia.É por essa prática que se afirma: “Os ministros luteranos e anglicanos são os únicos que são obrigados a pregar a Bíblia toda, e não apenas os seus versículos favoritos”.Nada mais sólido do que os sermões expositivos que cubram a totalidade de um livro da Bíblia, seu texto, seu contexto, seus atores, seus ensinos.Textos como pretexto, ou como ‘azeitona em empada’ para enfeitar o pensamento (cultura/ideologia/teologia) dos ministros-astros não parecem superar a superficialidade, bem como os versículos-pílulas de deus-ajuda, com muito contexto e escasso texto.O modelo litúrgico de uma hora de louvor subjetivo-verticalista-generalista-emotivista + uma hora de retórica + arrecadações + avisos + coreografias (com ou sem “descarregos”) está a anos luz das sinagogas e das Igrejas de muitos séculos.Que os pastores diminuam e Cristo cresça! Que a retórica humana diminua e a Palavra cresça!O Espírito que moveu os judeus no exílio a criar as sinagogas e elaborar a Liturgia da Palavra continua a ser invocado nas Paróquias, Missões e Pontos Missionários Anglicanos que não se ‘sentem cansadas’ de ouvir a Bíblia lida e exposta. Recife (PE), 21 de setembro de 2009.Festa de São Mateus, apóstolo e evangelista.+Dom Robinson Cavalcanti, oseBispo DiocesanoA Editora Hagnos teve a feliz iniciativa de reeditar (a primeira edição foi de 1951) este ano a pequena-grande obra do pastor Enéas Tognini O Período Interbíblico – 400 Anos de Silêncio, onde o autor estuda o tempo do ‘silêncio profético’, também denominado de período intertestamentário, entre Malaquias e João Batista, focalizando os períodos persa, grego, dos macabeus e romano, que antecederam a chegada do Messias.Chama a atenção para o surgimento da instituição das sinagogas, durante o exílio babilônico, quando, na ausência do Templo e dos sacrifícios, a adoração comunitária se volta para a Palavra. No regresso do exílio, as sinagogas – com sua arquitetura, decoração, móveis e utensílios próprios – subsistem nas cidades judaicas e na diáspora (com o Templo reconstruído, e, outra vez destruído), se consolidando, historicamente, até os nossos dias.Uma Liturgia da Palavra foi sendo elaborada: com a invocação (‘Shema’), a Oração de Arrependimento (‘Semoneh Esreh’), as Leituras, a Pregação, uma Oração Conclusiva e uma Bênção Final. As Leituras eram três: da Torah (Pentateuco), dos Salmos e dos Profetas.As Igrejas do primeiro século partem desse modelo, deslocam o culto para o domingo, elaboram a Ceia do Senhor, e, posteriormente, com o fechamento do Cânon do Novo Testamento, acrescentam leituras desse: Epístolas e Evangelho. Com pequenas variações vamos encontrar essa Liturgia tanto no Oriente (Nestorianos, Pré-Calcedônios, Bizantinos e Uniatas), quando no Ocidente (Roma).A Primeira Reforma – Luterana e Anglicana – apenas retirando acréscimos posteriores considerados incompatíveis com os ensinos bíblicos e a tradição apostólica (reforma, não ruptura) – continuam com a Liturgia da Palavra, com ou sem a Liturgia Eucarística, com o Ano Eclesiástico dividido em quadras e com suas leituras que permitem aos fiéis a exposição à totalidade dos textos escriturísticos. As leituras de cada dia se harmonizam em torno de um tema central, e se sabe que a Palavra de Deus não volta vazia.É por essa prática que se afirma: “Os ministros luteranos e anglicanos são os únicos que são obrigados a pregar a Bíblia toda, e não apenas os seus versículos favoritos”.Nada mais sólido do que os sermões expositivos que cubram a totalidade de um livro da Bíblia, seu texto, seu contexto, seus atores, seus ensinos.Textos como pretexto, ou como ‘azeitona em empada’ para enfeitar o pensamento (cultura/ideologia/teologia) dos ministros-astros não parecem superar a superficialidade, bem como os versículos-pílulas de deus-ajuda, com muito contexto e escasso texto.O modelo litúrgico de uma hora de louvor subjetivo-verticalista-generalista-emotivista + uma hora de retórica + arrecadações + avisos + coreografias (com ou sem “descarregos”) está a anos luz das sinagogas e das Igrejas de muitos séculos.Que os pastores diminuam e Cristo cresça! Que a retórica humana diminua e a Palavra cresça!O Espírito que moveu os judeus no exílio a criar as sinagogas e elaborar a Liturgia da Palavra continua a ser invocado nas Paróquias, Missões e Pontos Missionários Anglicanos que não se ‘sentem cansadas’ de ouvir a Bíblia lida e exposta.


Recife (PE), 21 de setembro de 2009.

Festa de São Mateus, apóstolo e evangelista.

+Dom Robinson Cavalcanti, ose

Bispo Diocesano